quarta-feira, 23 de julho de 2008

Ouvir Cabo Verde…. Sentir Cabo Verde… Envolver-se com Cabo Verde…



Uma confidência em forma de história passada num destes dias 08 de Março, quando se comemora o Dia da Mulher…
Por fora um edifício antigo, nada sedutor. Procura-se uma explicação viável para aquela correria de longas filas à entrada. “Também sobe?”. “Será que há lugar para mais uma?”. Aparato invulgar. Os dois elevadores estão avariados e só o monta-cargas funciona. Por vezes há decisões difíceis de tomar. Digamos que não é fácil atingir o oitavo andar a pé, em tom de passeio. Requer exercício e sobretudo “espírito desportivo”. Descer é bem mais divertido…
Finalmente! Até aqui nada a assinalar. O espaço é simples e modesto. Porém, a sala está repleta. É aconselhável reservar mesa com antecedência. Escolhe-se o prato na lista. Talvez a “cachupa” seja uma boa opção, tem tudo a ver. Aguarda-se o almoço nas mesas entre conversas e sorrisos. Vai e vem de empregados, os quais ensaiam os primeiros passos de dança.
É agora! Chegam os cantores, começa a música e algo muda. Eis a verdadeira atracção deste lugar. Ouvem-se as vozes de uma “morna” que convida a entrar neste grandioso “espectáculo”.
Uma roda de pessoas que se vai tornando mais densa chega-se à frente e começa a soltar-se, o ritmo é o seu guia. Mistura de corpos cúmplices e ilusões. Deixam de existir idades, raças, classes sociais. Todos se fundem num quadro colorido.
Deixo-me levar por aquele momento, eterno enquanto dura, os meus olhos brilham, sinto-me viva. Reencontro pessoas que não via há anos, livre, não paro de dançar.
Penso que quem teve a ideia deste almoço e é frequentadora assídua do local nem imagina os momentos deliciosos que me proporcionou. Neste momento a minha Amiga atravessa uma fase menos boa que vai com certeza ultrapassar. É provável que não leia este post apesar de às vezes passear pela net. Mas, porque é uma pessoa “Especial” envio-lhe muito carinho e um abraço do tamanho do Mundo.

O local de que estive a falar é a Associação Cabo-Verdiana.
Alguém conhece ou ficou com vontade de conhecer?

11 comentários:

João Videira Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Videira Santos disse...

Associação Cabo-Verdiana? Claro que conheço. Edificio "moderno" da esquina Duque de Palmela/Alexandre Herculano,ultimo piso. Às quintas-feiras,cachupa,grogue,doce de mel e se tiver jeito...dê um pèzinho de dança. As mornas e as coladeras...convidam.

23 de Julho de 2008 2:55

O Profeta disse...

Olhando de perto o teu olhar
Vejo raios voando na procura
Anseios depositados no vento
Uma secreta maré de ternura


Vem comigo visitar o vale dos milhafres


Boa semana


Mágico beijo

Mar Arável disse...

Avante Bubista

O Espírito do Tai Chi disse...

...Tens um dom de saberes transmitir visões, odores... sentimentos.
Quem te ler vai ficar com vontade de lá ir... se ainda não conhecer.
Beijinhos e parabéns!...

doisolhinhos disse...

De conhecer e de dançar. Adoro dançar. Há quanto tempo é que eu não danço? Já nem me lembro... :)

A menina dança?

mariam disse...

não conhecia!
obrigada por divulgar...
a música é espantosa... sabe, de repente fez-me lembrar uma outra... do Senegal, que certo dia um amigo professor, no âmbito de um trabalho que esteve a fazer, me deu a conhecer... e que acabei por colocar num dos meus primeiro "post"...
deixo-lhe «Ismael Lo»
http://br.youtube.com/watch?v=zL7V_SgP_oA&feature=related
bom resto de semana
um sorriso :)

dona tela disse...

Voltei!!

Já tinha saudades.

Caçadora de Emoções disse...

Obrigada a todos por terem estado comigo!
Muito carinho para vocês.

Beijos e sorrisos :)))

Vieira Calado disse...

Gosto muito da música de Cabo Verde.
Bom fim de semana.

Caçadora de Emoções disse...

Vieira Calado,

Já somos dois!..
Gosto de o ver por cá.

Bom fim de semana e um sorriso :)