segunda-feira, 28 de julho de 2008

Eu sou nuvem passageira...

A poesia que transborda desta canção já esteve ou vai estando muito presente, em certos momentos da minha vida...




Eu sou nuvem passageira
Que com o vento se vai
Eu sou como como um cristal bonito
Que se quebra quando cai

Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois esta pedra em pó vai se transformar
Você não vê que a vida corre contra o tempo
Sou um castelo de areia na beira do mar

A lua cheia convida para um longo beijo
Mas o relógio te cobra o dia de amanhã
Estou sózinho perdido e louco, no meu leito
E a namorada analisada por sobre o divã

Por isso agora o que eu quero é dançar na chuva
Não quero nem saber de me fazer ou me matar
Eu vou deixar em ti a vida e a minha energia
Sou um castelo de areia na beira do mar

(Hermes Aquino)

16 comentários:

O Profeta disse...

Uma poesia tão presente...

Tu és uma nuvem!


Doce beijo

doisolhinhos disse...

Depois de te responder no "meu", vim ao "teu".

"Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois esta pedra em pó vai se transformar
Você não vê que a vida corre contra o tempo
Sou um castelo de areia na beira do mar"

Pois é! É mesmo assim! É assim que eu penso agora!
Não quero fugir da vida! Quero viver! Porque hoje, posso morrer!

Portanto, vivamos! Sem medos! Sem truques!

Beijinhos.

Caçadora de Emoções disse...

Profeta,
E não é que às vezes sou mesmo?
Uma nuvem feita de flocos brancos e azuis que percorre os céus sem um destino preciso...

Um abraço,

Caçadora de Emoções disse...

Dois Olhinhos,
Já vi a resposta no "teu".
Começo a gostar destas nossas conversas virtuais...
Vivamos então, deixando os receios de lado! Sem "jogos", tão iguais a nós próprias...

Beijos e um sorriso :)

. Rita disse...

Que maravilha!

Vieira Calado disse...

Obrigado pela sua visita à minha poesia.
Bjs

Caçadora de Emoções disse...

Rita,
Obrigada por ter passado por cá... Esta canção mexe mesmo comigo!

Um beijo :)

Caçadora de Emoções disse...

Vieira Calado,
Foi um prazer!
Mil sorrisos :)))))

Um bom dia para si,

Lúcia disse...

EH Lá!
Há quanto tempo eu não ouvia isto? Adoro a música. Fez parte de mim, fez, numa época. Agora é tão bom recordar...

Obrigado

Beijinhos

Caçadora de Emoções disse...

Lúcia,
Retirei-a do meu "baú de memórias" :))))
Já fez parte de mim, e... ainda continua a fazer.

Beijo,

doisolhinhos disse...

Tens aqui o "Kandinsky" ao lado. Adoro "Kandinsky". Um dia destes, sei lá se ainda hoje, faço um post.

mariam disse...

gostei muito!
recordar fez-me muito bem! Obrigada!

boa semana
um sorriso :)

dona tela disse...

Assim é que eu gosto. Bons programas.

As minhas cordiais saudações.

Mar Arável disse...

Todos nós somos nuvens passageiras

à pergunta

de uma estrela

Caçadora de Emoções disse...

Sorrisos da cor do arco-íris para todos :)))))
Um abraço doce,

João (Toninho) disse...

Excelente escolha, belo poema, bela melodia. Melhor impossível.