terça-feira, 3 de junho de 2008

O Baloiço e Eu...


Foi inaugurado um parque infantil mesmo detrás da minha casa. E, para além de outras diversões tem baloiços, uma tentação para mim.
Balouçar é algo que me faz sentir bem. Tal como comer um gelado, anima-me.
Ainda não tive a coragem suficiente para experimentar porque já estou um “bocadinho crescida”. Não me parece adequado fazer uma espécie de concorrência às “criançada”, e os pais decerto ficariam a olhar-me de lado.
No quintal da casa dos meus avôs havia um baloiço que o meu avô colocou lá especialmente para mim. Tantas saudades! Costumava andar nele ao anoitecer.
Talvez, também numa destas noites me possa aproximar dos baloiços perto de mim, e na clandestinidade sentar-me num deles…
Devo arriscar só para sonhar um pouco?

2 comentários:

samuel disse...

Claro que sim! Coragem...
Obrigado pela visita. Volte sempre, a casa é sua.

Abreijos

Fabosky disse...

Boa noite

Amiga...

Claro que sim... Dentro de nos existe sempre uma criança, que por vezes gosta de aparecer... Não tenhas medo dessa criança deixa ela viver contigo

E ja agora... Podes sempre contar comigo para andar de baloiço ou ate mesmo comer um gelado, terei o maior prazer... És uma grande amiga

Um forta abraço

Fábio Santos