segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Ousadias numa Carta de Amor..

Sérgio Godinho - "Às vezes o Amor"


Lá fora, a janela mostra-nos a neblina, desenhando um tom misterioso na paisagem. Sinais de um amanhecer imprevisível.
Cá dentro, no quarto, escondida pelo aconchego do edredão, o clima parece ameno. Voltou a relê-la, a inalar-lhe o perfume, enquanto trincava um “after eight”. Repetiu o mesmo gesto, vezes sem conta. Achava-a patética, pirosa, fora de moda. Tem tudo a ver com o que pretende transmitir. Não é possível acrescentar uma única vírgula ou suspiro.
Vestígios dele? Depois dos dois olhares se terem cruzado à entrada do liceu, ficou desarrumada por dentro. Sentia-se tonta, perdida, sem rumo, e adorava aquele estado de embriaguez, longe dela própria. Tornou-se uma espectadora atenta dos seus pequenos gestos quotidianos. De longe, tentava adivinhar-lhe os pensamentos. Visitar os lugares secretos. Ficou amiga do seu melhor amigo só para chegar mais perto. Não queria ser previsível e enviar-lhe um e-mail ou sms. Isso estava ao alcance do “comum dos mortais". Desejava ir mais longe e surpreendê-lo em formato cor-de-rosa. Numa folha de papel escrita à mão. Poderia achá-la louca, imbecil, mas de certeza que não conseguiria ficar indiferente. Ganhava coragem para concretizar o seu objectivo e coloca-la no correio…
Mirou-se ao espelho, meio ensonada. As boxers vermelhas e o top branco não estavam lá. O seu corpo tinha desaparecido. Só revia a imagem dele. “Meu Deus!” Pensou. “Ele tomou mesmo conta de mim e dos meus domínios”.
Conseguiu finalmente relaxar ao som de Sérgio Godinho com “Às vezes o Amor”, imersa na espuma doce e alva de um banho de imersão. E se não resultasse? Restava-lhe refugiar-se na sua caixa de mímica imaginária, sem palavras. Saiu da banheira e envolveu-se no turco azulão. Ainda precisava de um selo e tinha de descobrir um marco do correio.
Sim. Era apenas uma carta de amor. Tão ridícula como qualquer outra. Porém, será que hoje ainda alguém se atreve a escrever?..

31 comentários:

Císa disse...

"...será que hoje ainda alguém se atreve a escrever?..."

Sim, querida!

A maioria das pessoas apaixonadas, sensiveis de alma e coração, escrevem cartas de amor...
A única coisa que diferencia essas pessoas uma das outras é o grau de sensatez...As mais sensataz só escrevem, nunca enviam...

Eu, por sinal, não tenho nenhuma guardada...


Beijinhos, mocinha!



Tenha uma linda semana!


Císa ;)

samuel disse...

Há muito mais gente apaixonada do que aquilo que parece...
Bonito texto!

P.S. Por azelhice, não tinha ainda pendurado o "Refúgio de Palavras" na lapela do "Cantigueiro". Estará lá dentro de 20 segundos.

Abreijos

O Espírito do Tai Chi disse...

Olá!...
Regresso em "grande". Sérgio Godinho (um dos meus cantores preferidos) e palavras belas a deixarem anteceder um Outono poético...

Beijinhos!...

Mar Arável disse...

Belo

é preciso ousar

doisolhinhos disse...

Pasmo "refúgio". Gostei, mas gostei mesmo de ler-te! Quantas mais "ousadias" terás guardadas na tua gaveta?
Publica. Eu vou sempre ler. Se não gostar, envio-te um mail - LOL -
ao qual não precisas responder :-)
Sim, ainda se escrevem cartas de amor. Ela só me deu a ler duas, para saber a minha opinião. Eram lindas e continuavam a ser ridículas, pensei eu.
- Envia! Ele vai adorar, mesmo que não to diga. Já sabes como ele é.
Porque é que eu me apaixono sempre pelas namoradas do meu filho?
Mil beijinhos

Ana disse...

Cartas de amor.... ah... As cartas de amor!!!

Quem é que nunca escreveu uma???

bjinho

Paradoxos disse...

ficarei à espera da tua carta - de ti!!

prometes?

gostei da coreografia verbal do teu texto - um beijão imenso deste teu


Eduardo, amigo!

Caçadora de Emoções disse...

Cisa,
Obrigada pela visita, por ter dado uma oportunidade ao meu Refúgio.
Bem-haja por continuar a acreditar no Amor e a escrever Cartas... que não ficam guardadas na gaveta.

Um bom fim-de-semana,
Abraços :)))

Caçadora de Emoções disse...

Samuel,
Há quanto tempo... Já sentia a sua falta por aqui. Obrigada por ter vindo. E, também por ter adicionado o meu link. Fico muito contente!

Um bom fim-de-semana.
Abreijos e um grande sorriso :)

Caçadora de Emoções disse...

Mestre,
Fico feliz com a sua volta! É sempre bom tê-lo por perto.

Beijos e muitos sorrisos :)))

Caçadora de Emoções disse...

Eufrázio,
Sim, ousar faz com que a vida fique colorida, e ganhe sabor!
Muito obrigada pela sua visita. Volte sempre.

Bom fim-de-semana.
Um abraço doce :)

Caçadora de Emoções disse...

Querida Amiga "Dois Olhinhos",
Adoro que estejas por perto, e que gostes de ler aquilo que escrevo e transmito! Dá-me mais vontade de continuar. E, também vou aceitar críticas construtivas, se for o caso. A expressão usada "porque é que eu me apaixono sempre pelas namoradas do meu filho" tocou-me, a sério. Achei lindo esse sentimento!

Mil beijinhos também para ti,

Caçadora de Emoções disse...

Ana,
Se formos realmente sinceros, a resposta será sempre pela positiva... e ainda bem!
Obrigada por ter estado comigo e um óptimo fim-de-semana.

Um sorriso :)

Caçadora de Emoções disse...

Amigo Eduardo,
Ou melhor, Ilusionista de Palavras.
Prometo... que vou pensar no asunto!
Bom fim-de-semana.

Sorrisos sem fim,

Lúcia disse...

Que bonito texto!
Sim - ainda há cartas de amor - embora em forma de mail, sms, e quase voltamos aos sinais de fumo.
Beijos

Caçadora de Emoções disse...

Lúcia,
Fico muito contente de te ver por aqui...
E quanto às cartas de amor, "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades", a forma de escrever, o meio utilizado. Mas, o Amor ainda continua entre nós.

Um abraço,

AnaMar disse...

Sim, felizmente ainda há quem escreva cartas de amor. Tenho algumas guardas, que recebi. E espero que as que enviei, também estejam , guardas algures, em perfumes antigos.

Belo texto.

Caçadora de Emoções disse...

Anamar,
Obrigada pela visita ao meu Refúgio. Fico feliz por ti!

Um abraço,

Caçadora de Emoções disse...

Anamar,
Não sei qual a razão da escolha do nome do Blog... "Um Chá no Deserto" é um filme de Bernardo Bertolucci, do qual gostei deveras. Mais tarde passo pelo seu cantinho para retribuir a visita...

Um sorriso :)

dona tela disse...

Foi hoje a minha rentrée!

Beijinhos.

Caçadora de Emoções disse...

Dona Tela,

E, imagino que foi em grande!
Depois passo pelo "Fora de Sitio" para saber mais pormenores...

Um abraço,

doisolhinhos disse...

PUZZLE???

Wolf disse...

Olá

cartas de amor .. já escrevi algumas e acredita que sempre que me lembro delas, fico arrepiado , poís todas elas eram produzidas sob grande carga de matéria que eu habitualmente chamo de " o melhor do que eu tenho"...


felizmente ando a sentir novamente uma pequena vontade de as excrever, nas como diz CÍSA, e cito ..As mais sensataz só se escrevem, nunca se enviam...

kiss kiss e bom regresso..

Caçadora de Emoções disse...

Dois Olhinhos,
Vê o teu e-mail, s.f.f.

Um sorriso :)

Caçadora de Emoções disse...

Wolf,
Como eu te compreendo...

Beijos e abraços,

O Profeta disse...

Uma réstia de luz no crepúsculo
Uma súplica presa na brisa
Um caminho sem fim
Pela terra da tua lembrança


Convido-te a ver o diadema da Noiva do Mar

Bom fim de semana


Mágico beijo

Caçadora de Emoções disse...

Profeta,
Fico sempre muito feliz quando me faz uma visita..
É claro que aceito o seu convite... sempre.
Bom fim-de-semana.

Um sorriso :)

Lord of Erewhon disse...

Ridículas - mas quem não as escreve...

Caçadora de Emoções disse...

Lord of erewhon,
Agradeço a sua visita. Mais tarde não deixarei de retribuir, com uma passagem pelo seu Blog.

Um abraço,

ROSA E OLIVIER disse...

bonito texto!..."mas afinal...só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor...é qu são ridiculas..."...!?....F.P....e para ti...
"Velas do meu pensamento
aonde me quereis levar?"....!?...

Baci mille.

Caçadora de Emoções disse...

Rosa e Olivier,
Muito obrigada pela visita. Quando me for possível, retribuo...
Bom fim-de-semana,

Um sorriso :)