segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Desencontros...

GNR - "Asas"


Os seus dedos estavam trémulos. Só queria perder o avião e ficar em terra. Precisava de um pretexto qualquer. Um atraso não seria mau. Da janela do táxi amarelo vislumbrou o anoitecer, sereno, com raras estrelas. Sem o vento a perturbar. Relembrou-se dela, das gargalhadas. A sua imagem de marca. Espontâneas, quase indecentes. Deixavam-no desconcertado. Desejava tê-la nos braços, agora, naquele momento.
Queria tanto que a Lígia lhe tivesse pedido para ficar, uma única vez teria sido suficiente. Pareceu aceitar o facto com indiferença a roçar a frieza. Só lhe disse “Não deixes escapar esta oportunidade. Agarra-a!”. Os olhos verdes dela a transparecerem certezas. Vítor ficou confuso, e ainda procurou sinais de um sim que diz não no seu rosto, mas não os conseguiu encontrar. Também por isso, não quis despedidas. Não as tolerava, assustavam-no. Sentia-se de rastros. Acabava quase sempre por não conseguir partir. E, não era isso que queria?
Azar, não havia trânsito. Chegou a horas. “Também posso fingir que perdi o bilhete”. Ou, por distracção, deixei-o na gaveta da cómoda. Imaginou-a entre a multidão. De branco, em sinal de harmonia e paz. Quase sentia o aroma do seu perfume. De súbito, lembrou-se que o gato não tinha regressado a casa ontem à noite. Quando voltasse, ele não estaria lá para o receber, alimenta-lo. Poderia voltar atrás por causa disso.
Estava quase, quase a decidir entrar no avião, a cabeça semeada de dúvidas. Um velho amigo dos tempos de escola, a aparecer de repente no aeroporto, poderia salvá-lo. Fazê-lo atrasar-se com conversa, recordações, “implorar” para tomarem um café. Não adianta. Não conseguia partir, fez o percurso inverso. Ligou-lhe para o telemóvel. Estava desligado. Ela telefonou-lhe, mais tarde, e ficou a saber que tinha apanhado o voo que ele “perdeu”.

27 comentários:

Wolf disse...

.gostei imenso , como habitual.. gosto muito de "teus contos" parecidos com os meus.....

beijinho para ti

Kiss Kiss

Caçadora de Emoções disse...

Wolf,
Sempre muito bom ter-te nos meus "domínios"...
Tens razão, parece-me que temos semelhanças e iguais pontos de interesse, amigo. E, nem me refiro ao facto de tu seres o "lobo" e eu ser a "caçadora" :)

Beijo grande e mil sorrisos :)))

doisolhinhos disse...

Aplaudo-te!!!

Caçadora de Emoções disse...

Dois Olhinhos,
:)))

mariam disse...

Olá!

desencontros..
destino?!
sorte?!
vida...

gostei

cheguei das abençoadas férias, voltarei aqui de novo para ler os outros posts...

bom resto de fim-de-semana
um sorriso :)

mariam

Caçadora de Emoções disse...

Mariam,
Está de regresso das abençoadas férias...
Seja bem-vinda.

Até já.

Um grande sorriso :)

mundo azul disse...

...é muita falta de sorte!
Mas, pessoas que se gostam, vão acabar juntas...


Gostei demais de ler o seu texto!!!


Beijos de luz e uma semana feliz!!!

dona tela disse...

Amoroso, amoroso é o post que acabei de fazer.

Muitos cumprimentos.

Caçadora de Emoções disse...

Mundo Azul,
Sinto-me feliz com a sua presença no meu "Refúgio". É delicioso quando gostam daquilo que escrevemos, e se envolvem na leitura. Também quero acreditar que o Vítor e a Lígia vão ter um "happy ending"!

Beijo. Beijo. Beijo.

Caçadora de Emoções disse...

Olá Dona Tela,
Acredito naquilo que me está a contar. Depois digo-lhe se concordo consigo, quando passar pelo "Fora de Sítio"...
Até já.

Sorrisos muitos :)))

AnaMar disse...

Desencontros...
Belo texto.
Bjs

Caçadora de Emoções disse...

Anamar,
Penso que na vida nos desencontramos mais do que nos encontramos. Melhor dizendo, há momentos...
Gostei muito de tê-la de volta!
Bom início de semana.

Um abraço,

Vieira Calado disse...

Passei para ler o texto e deixar cumprimentos.

O Espírito do Tai Chi disse...

É "gostoso" ler o que escreves!
Fica sempre um "gostinho" de querer mais...
Beijinhos!

Caçadora de Emoções disse...

Vieira Calado,
É sempre uma alegria vê-lo por aqui...
Uma boa semana.

Sorrisos muitos

Caçadora de Emoções disse...

Mestre,
Mesmo obrigada a distanciar-me do Tai Chi por algum tempo :((( fico contente por se manterem os laços de amizade :)))

Um beijinho muito grande também para si,

Vieira Calado disse...

Passei para ler e deixar cumprimentos.

O Profeta disse...

Frágil e palpitante luz
A beleza é feita de ternos murmúrios
A voz quebra a quietude do silêncio
A chuva leva a terra ao encontro dos rios

Não há fracassos no sonho
Caminhei nas nuvens para te ver do alto
Abri os braços ao relâmpago
Desci à terra, senti nos pés o frio basalto


Vem comigo escolher o caminho


Mágico beijo

O Puma disse...

Felizmente

a vida também são desencontros

Caçadora de Emoções disse...

Profeta,
Está sempre inspirado quando me visita.
Conte comigo nesta escolha... O caminho pertence-nos!

Abraço doce,

Caçadora de Emoções disse...

Puma,
Obrigada por ter vindo ao meu "Refúgio". Mais tarde passo pelo seu "cantinho".
Acha que sim? Os desencontros fazem parte da vida, mas, salvo raras excepções não tornam os nossos dias melhores.

Um sorriso :)

dona tela disse...

Um espectáculo! Um espectáculo!

Caçadora de Emoções disse...

Dona Tela,
Fiquei curiosa...
Bom fim-de-semana,

Um abraço :)

Peter Pan disse...

Simpática Amiga:
Um conto apaixonante. Real? Irreal?
Só sei uma coisa: LINDO!!!!!Numa pessoa linda.
"..Ligou-lhe para o telemóvel. Estava desligado. Ela telefonou-lhe, mais tarde, e ficou a saber que tinha apanhado o voo que ele “perdeu”..."

As palavras são perfeitas e expressam uma visível narração de encanto e beleza literárias.
Descrevem o quotidiano de muitas pessoas de forma admirável e brilhante.
Parabéns sinceros.
Beijinhos de amizade que a respeitam e a estimam.
Sempre a lê-la com prazer e deslumbre


p.pan

OBRIGADO pelas lindas palavras expressas no meu blog.

É linda!!!!!!!!!!(Desculpe!)
OBRIGADO!

Caçadora de Emoções disse...

Peter Pan,
Muito, muito obrigada pela visita ao meu "Refúgio", e por todo a simpatia e carinho que demonstrou...

Abraços e mil sorrisos,

mié disse...

gostei imenso deste teu conto...

final inesperado!!

gostei.

um beijo

fica bem

Caçadora de Emoções disse...

Mié,
Obrigada pela tua visita. Volta sempre!

Beijo grande.